POLICIAIS MILITARES SALVAM CASA DAS CHAMAS, APÓS JOVEM DESCONTROLADO AMEAÇAR PESSOAS

  • Redação Clubei

POLICIAIS MILITARES SALVAM CASA DAS CHAMAS, APÓS JOVEM DESCONTROLADO AMEAÇAR PESSOAS

Uma ocorrência na cidade de Major Gercino quase termina em tragédia, neste sábado dia 04, os Policiais Militares foram acionados para o atendimento da ocorrência onde um jovem de 17 anos estaria descontrolado, ele após ameaçar seu próprio pai tentou atear fogo na própria casa, mas os policias evitaram o pior e durante a ação, fizeram o controle das chamas evitando que a casa, que era madeira, fosse consumida pelo fogo.

ENTENDA O CASO

A guarnição de serviço da Polícia Militar de São João Batista foi solicitada para prestar apoio ao Conselho Tutelar em uma ocorrência de ameaça envolvendo um menor de idade (17anos) contra o seu próprio Pai. Segundo informações o jovem faz uso de drogas e estaria extremamente agressivo e com o uso de um facão ameaçava seu pai.

Ao chegar à cidade de Major Gercino, no local dos fatos, encontrou os conselheiros tutelares, já o menor, autor dos fatos, não se encontrava mais, ele também ameaçou e acabou agredindo umas das conselheiras antes da chegada dos militares. Diante da situação os policias conversaram com o responsável legal e as conselheiras que relataram que estavam correndo atrás de uma internação compulsória para o mesmo, mas até então não teriam conseguido.

Após a conversa, foi confeccionado o registro da ocorrência, logo depois ao deslocar de volta a guarnição foi informada que o menor teria voltado para o local e estaria danificando a casa. Rapidamente os policiais retornaram e ao chegarem encontraram o quarto da casa em chamas, segundo informações, foi ateado fogo na cama e o autor, o menor, teria se evadido novamente.

O Soldado Barth e Soldado Likoski, de imediato adentraram na residência que estava tomada pela fumaça tóxica oriunda da espuma da cama e fizeram todo esforço possível para conter as chamas e abafar o fogo antes que se alastrasse por toda a casa de madeira e queimasse a mesma. Mesmo diante de toda a dificuldade de visibilidade e de respirar os policiais conseguiram conter o fogo e retirar a cama para rescaldo do incêndio.

Enquanto os policias faziam o trabalho para evitar que a casa queimasse, o menor surgiu próximo do local, ele estava com facão na mão, foi então dado ordem para que este largasse o facão e colocasse as mãos na cabeça, porém não foram acatadas as ordens. Diante da situação os militares precisaram disparar contra o mesmo, foi efetuado quatro tiros com projeteis não letais (balas de borracha), que surtiu efeito, porém na hora de algemar o masculino resistiu à apreensão vinda a ser necessário uso de força física para conter o mesmo e algemar.

Após toda a situação foi coletado o facão usado para ameaçar o pai e vizinhos bem como realizado às fotos e confeccionado o boletim de ocorrência, depois o jovem foi conduzido e entregue a Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.