Polícia Civil cumpre mandado na casa de autor de ameaça de massacre em escola de Jaraguá do Sul

  • Redação Clubei

Polícia Civil cumpre mandado na casa de autor de ameaça de massacre em escola de Jaraguá do Sul

A Polícia Civil, por meio da DIC de Jaraguá do Sul, cumpriu, no final da tarde desta quinta-feira (13), mandado de busca e apreensão na residência do suspeito de ter um perfil falso no facebook que ameaçava promover massacre em escola de Jaraguá do Sul. 

Na quarta-feira (12), chegou ao conhecimento da DIC conteúdos de postagens realizadas por um perfil intitulado “José Da Silva”, sendo que em uma das postagens o autor afirmava que estaria para acontecer um massacre em uma escola de Jaraguá do Sul. A mensagem tinha data de 04 de maio de 2021, mesma data em que ocorreu o episódio na creche de Saudades/SC.

Diante da gravidade das postagens, rapidamente foram iniciadas buscas para esclarecer quem era o responsável pelo perfil na rede social. Após encontrá-lo, a Polícia Civil representou no Poder Judiciário pela expedição de mandado de busca e apreensão em sua residência, cujo pedido foi atendido pela Justiça, que imediatamente expediu a ordem judicial autorizando o ingresso na residência e apreensão de equipamentos e objetos de interesse da investigação.

Assim que o mandado foi expedido, equipes da DIC, acompanhadas de um médico e uma psicóloga do setor de Saúde Mental da Secretaria de Saúde do município, foram até a casa do suspeito, local onde seu aparelho celular e notebook foram apreendidos.

Em seguida, foi realizado o interrogatório do suspeito, que afirmou que não tinha a pretensão de realizar qualquer tipo de massacre ou fazer mal a qualquer pessoa, mas que na realidade pretendia “passar um recado” para pessoas que supostamente o perseguem e lhe atribuem adjetivos negativos, no sentido de que tais comportamentos parassem. 

Segundo a equipe médica que acompanhou as buscas, o suspeito aparenta ser portador de algum quadro de distúrbio de ordem psicológica, sendo que foi agendado um atendimento para essa sexta-feira (14) para ter um diagnóstico preciso sobre a doença e iniciar o tratamento correspondente. 

A DIC solicitará a desativação de referido perfil ao facebook, e o inquérito deve prosseguir na apuração dos fatos, sendo que o celular e notebook apreendidos serão encaminhados para perícia.