Secretaria de Saúde de SJB recebe mais Ivermectina

  • Redação Clubei

Secretaria de Saúde de SJB recebe mais Ivermectina

Medicamento que necessita de avaliação médica para ser consumido estava em falta e fornecedores entregaram nesta semana

A Secretaria Municipal de Saúde de São João Batista segue trabalhando muito no combate à Covid-19. Nesta semana, por exemplo, foram recebidos 5,5 mil comprimidos de Ivermectina. E, na próxima, está prevista a chegada de mais 4,5 mil comprimidos. O medicamento estava em falta com vários fornecedores.

No entanto, o vermífugo, conforme resolução publicada pela Anvisa nesta quinta (23), somente pode ser dispensado por meio de receita médica de controle especial, como já acontece com antibióticos. A cloroquina, que também faz parte do protocolo que vem sendo adotado no município, já está disponível na farmácia.

“Infelizmente ainda não há um tratamento eficaz para a Covid-19 que tenha comprovação científica, que realmente cure. No entanto, como precisamos atuar com máxima rapidez, nossa equipe tem utilizado um protocolo de medicamentos que, a partir de resultados verificados em outros lugares, podem diminuir a probabilidade de complicações da doença”, destaca a secretária municipal de Saúde, Karin Leopoldo.

Azitromicina, dipirona, oseltamivir e prednisona são outros dos remédios que fazem parte do protocolo. Paracetamol, ambroxol, betametasona + dexclorfeniramina e dexametasona também podem ser prescritos, de acordo com a avaliação do médico responsável.

“Importante salientar que estes medicamentos somente dever ser utilizados, de forma individual ou associada, após avaliação de um médico. Em caso de sintomas, a orientação é se dirigir ao Centro de Triagem (junto à UBS Centro) ou ao Hospital Monsenhor José Locks o quanto antes para diminuir as probabilidades de complicações da doença. E, se não tiver melhora, voltar ao médico para reavaliação”, complementa Karin.

Ela reforça, ainda, que os medicamentos servem apenas para tratamento dos infectados. A única coisa que evita o contágio, até que não exista uma vacina, é a retirada de circulação das pessoas contaminadas. Uso de máscara, higienização constante das mãos e distanciamento pessoal ajudam a proteger e reduzir as probabilidades de contágio.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.